O projeto de tutoria Supreme tem origem no método de tutoria holandês Mentor Programma Friesland.

A tutoria em Friesland

Mentor Programma Friesland, um projeto conjunto dirigido por ROC Friesland College, ROC Friese Poort, Universidade de NHL e a Universidade de Ciências Aplicadas de Stenden, é um programa que estabelece a ligação entre os alunos e um tutor. Os tutores vêm, principalmente, de empresas e indústrias, organizações sem fins lucrativos (trabalhadores e empresários) e de Universidades de Ciências Aplicadas (estudantes). O objetivo do programa é, entre outros, o desenvolvimento de talentos nos jovens e o apoio aos alunos, quando necessário.

O programa de tutoria é um complemento para o aconselhamento regular às escolas. A ideia é que o aluno esteja à procura de algo e o tutor tenha algo para oferecer. Em estreita colaboração com ambas as partes, o programa procura a melhor ligação entre a "oferta e a procura". Após a primeira reunião, o aprendente (estudante) e o tutor, acordam sobre a frequência e o conteúdo das reuniões de tutoria. A organização do programa apoia o tutor durante o período de contacto com o estudante. Além disso, seminários e encontros são organizados para os tutores se conhecerem uns aos outros e partilhar experiências.

Origens

A vida real é muito mais complicada do que qualquer livro possa dizer. Portanto, Mentor Programma Friesland deu um passo importante. O programa agregou a ajuda de cidadãos socialmente bem-sucedidos. Homens e mulheres que experimentaram pessoalmente como progredir na vida, social, educacional e profissionalmente. Pessoas que podem ser vistos como modelos. Isto levou, em 1997, ao programa de tutoria. Inicialmente era destinado a aumentar as oportunidades para os estudantes com desvantagem educacional por causa da sua etnia estrangeira. Mas, em breve, todos os alunos que declararam que precisavam de assistência em questões de trabalho, de estudo e na vida, puderam obter o apoio de um tutor. Os tutores são, como os estudantes, de todas as esferas da vida. Alguns tiveram uma carreira brilhante, alguns estão apenas a começar. O que os une é a experiência de vida e o conhecimento que eles têm e o desejo de compartilhar com outras pessoas. Ao longo dos anos, o programa ganhou vários prémios com sua abordagem inovadora em tutoria, alguns exemplos são: Prémio de 'Je Maintiaindrai Fonds Friesland'; primeiro prémio da ‘Semana de Aprendizagem CINOP’, em 2002; O prémio “Anti-racismo da cidade de Leeuwarden", em 2001; O “Arbeid- en Economieprijs" da National & Campaign, em 2006. Também,  na tutoria CINOP para a criação de programas de tutoria, o programa é mencionado como uma boa prática para projetos de tutoria.

Resultados

O Instituto para a Integração e Eficácia Social (Instituut voor Sociale en Integratie Weerbaarheid) realiza uma avaliação nacional de 26 projetos de tutoria na Holanda. O Mentor Programme Friesland é um deles. Uma parte importante desta avaliação centra-se em saber se esses processos são eficazes, por outras palavras, se a tutoria um-para-um apoia o desenvolvimento positivo dos jovens. Para obter uma visão sobre este assunto, tutores e estudantes são convidados, três vezes durante o processo de tutoria, para preencher um questionário digital. Em abril de 2011, os primeiros resultados do programa MPF estavam disponíveis. A pesquisa mostra que a tutoria um-para-um tutoria de tutores voluntários tem um efeito muito positivo sobre os resultadospsicológicos e as competências dos estudantes. Devido ao programa de tutoria, os jovens estão mais satisfeitos com as suas vidas, acreditam mais nas suas próprias capacidades e desenvolvem mais as suas competências sociais e cognitivas em comparação com quando começou o programa de tutoria. Além disso, verifica-se que o tutor apoia o seu estudante de um modo particularmente psicossocial (estimulando o desenvolvimento emocional). O apoio instrumental (o apoio concreto para a consecução dos objetivos dos estudantes na escola e/ou no trabalho) aumenta durante o projeto. Ambos os tipos de apoio referidos, tal como o programa de tutoria, são cruciais para o desenvolvimento positivo dos jovens. Além disso, a pesquisa mostrou que o programa é uma boa maneira de aumentar a participação das empresas na comunidade e, assim, aumentar a qualidade de vida.

Prémio

Em novembro de 2011, o programa ganhou o Helffer Kootkar Award, um prémio nacional holandês que é concedido pela Oranje Fonds no sentido de promover oportunidades para os mais desfavorecidos. O objetivo do prémio é estimular a cidadania social. O programa de tutoria foi indicado para o Prémio Kootkar Helffer em reconhecimento pelo valor acrescentado que a diversidade de talentos traz para as organizações e a contribuição da tutoria para os tutores e organizações de trabalho. O programa desenvolveu uma expansão substancial e bem-sucedida da prática existente em Leeuwarden. Este projecto, mais do que qualquer outro, consegue ter êxito ligando anos de experiência com a inovação e ampliação dos contactos.